Pretty Little Liars

 

Em 23 de outubro, Adam atuou como uma versão fictícia de si mesmo na série de televisão “Pretty Little Liars”. O cantor fez uma participação especial no 13º episódio da terceira temporada da série, um especial de Halloween denominado “This Is A Dark Ride”.  Adam performou duas canções de seu segundo álbum, Trespassing, no seriado, sendo elas “Cuckoo” e “Trespassing”. Além disso, Adam também apareceu em uma cena com a atriz Lucy Hale que interpreta a personagem Aria Montgomery.

 

Glee

Adam participou da quinta temporada da série “Glee”. Sua estreia foi no dia 7 de novembro de 2013, no episódio chamado “A Katy Or A Gaga” (Uma Katy ou uma Gaga), no papel de Elliott “Starchild” Gilbert.  Sua performance de “Marry the Night” de Lady Gaga foi lançada antes da data de estreia do programa, gerando muitos comentários positivos, e na semana seguinte estreou na parada “Pop Digital Songs” da Billboard, na 30º colocação.

 

Episódio 4: A Katy Or A Gaga.

 

O personagem de Adam, Elliott Gilbert é introduzido na série quando faz um teste para a banda de Kurt (personagem). Após chegar com um look um tanto exagerado e explicar o motivo de seu atraso, Elliott começa com “Marry the Night” de Lady Gaga,  justificando a escolha de sua música ao dizer que Gaga é uma artista que o inspira a ser ele mesmo, e desenvolve uma performance espetacular com vocais e notas extremas. No entanto, Kurt não se diz satisfeito com a performance e argumenta que eles estão a procura de vocais mais baixos. Durante o decorrer do episódio, a personagem Rachel convence Kurt a dar uma segunda chance a Elliott, mas Kurt diz que não pode entrar em contato com Elliott, pois não sabe o seu nome verdadeiro (eles se referiam ao personagem de Adam como “Starchild”).

Mais tarde no episódio, Kurt vê Elliott no Broadway Café, mas ele não o reconhece sem sua maquiagem pesada e trajes elaborados. Elliott então se revela a Kurt, dizendo-lhe o seu nome verdadeiro e pede para conversar com ele. No diálogo, ele diz que quer entrar na banda porque parece ser a oportunidade perfeita para ele fazer algo divertido, e que era isso que ele estava buscando fazer em Nova Iorque. Finamente, Kurt aceita que Elliot se junte à banda, e o ajudar a torná-la um sucesso. Em seguida, a banda se reúne para pensar em um nome e, depois de varias opções descartadas, Rachel dá a ideia da banda se chamar “Pamela Lansbury” e todos entram em acordo. Por fim, eles começam a ensaiar e cantam “Roar” da Katy Perry.

 

Episódio 7: Puppet Master.

 

Neste episódio há reunião dos membros da banda Pamela Lansbury, no qual eles conversam sobre o show de estreia. Eles estão muito animados em relação a isso, até descobrir que o show acontecerá em uma terça-feira na Callbacks. Elliott e Santana concordam que esse lugar não é o melhor para a primeira performance da banda, mas Kurt insiste que seja lá. Ele também conta seu sonho, em que Elliott e os outros performavam “Into the Groove” em um bar lotado. Quando Elliott e a banda chegam ao Callbacks, só tem uma pessoa sentada lá, e por esse motivo eles ficam decepcionados por um tempo e chegam a achar que Kurt acabaria a banda na próxima reunião. Elliott diz que Kurt é um grande líder, embora ele tenha falhado naquela ocasião. Porém, depois do show, Kurt conta para a banda que o homem que estava sentado lá durante o show gostou muito do desempenho e futuramente iria providenciar novo show para eles em um lugar melhor e mais popular. Em seguida, um carteiro vem com uma caixa de Blaine com fantoches para a banda como uma maneira de pedir desculpas por não estar em seu primeiro show. Eles acham o presente um pouco assustador, mas cantam “The Fox” com os bonecos.

 

Episódio 9: Frenemies.

 

A garotas da banda cancelam a reunião da banda Pamela Lansbury, mas Kurt e Elliott decidem continuar mesmo estando só os dois. Quando as duas personagens se reúnem, a conversa não começa de maneira amigável, uma vez que Kurt faz uso de respostas planejadas com o objetivo de ser rude com Elliot, por pensar que ele tinha intenções de roubar a liderança da banda. Quando questionado, Elliott fala sobre seu passado e como ele começou atuando como uma criança, tendo aulas de canto e piano. Kurt pergunta se Elliott o ensinaria a tocar guitarra, e então Ellifott se sente confuso pelo comportamento estranho de Kurt, e ele protesta repetidamente contra os elogios excessivos. E em vez de responder as perguntas de Kurt, Elliott diz a Kurt que ele deveria comprar a sua própria guitarra, já que ele acredita que “ter o instrumento adequado faz toda a diferença”.

No decorrer do episódio,a cena seguinte se passa quando Elliott e Kurt vão a uma loja de musica, onde começam uma performance de “I Believe in a Thing Called Love”, dançando e cantando. No dia seguinte, Elliott volta ao apartamento Bushwick, e fica admirando a coleção de discos de Kurt. Kurt ainda está agindo de forma estranha, então Elliott finalmente decide questioná-lo sobre isso. Ele começa dizendo que ele está feliz, porque ele e Kurt são amigos, e também deixa claro que não está tentando assumir a banda. Apesar da rivalidade, eles decidem ser amigos e eternizam o momento com uma selfie de Elliot beijando a bochecha de Kurt.

 

Episódio 10: Trio.

 

Neste episódio, Rachel sai do seu apartamento e vai para o de Elliott pergunta dramaticamente se ela poderia ficar lá. Ela pergunta se ele quer cantar musicas do filme “Funny Girl” com ela, mas ele sugere que eles cantem algo mais rock n’ roll, então eles começam a cantar Barracuda. Depois de chegar de surpresa no apartamento Bushwick e se deparar com Santana arrumando seus cabelos, ela então explica-lhe o seu “plano mestre”, para conseguir a parte Fanny de Rachel. Ele não gosta do seu plano, mas ela diz que ele não pode impedi-la, porque ele não conhece Rachel e o que ela faz. Ele então pergunta onde as folhas de músicas de Rachel estão, porque ele está la para buscá-las e também conta que agora eles são companheiros de apartamento. Isso surpreende muito Santana, ela fica chateada e o chama de traidor. Ele responde que não conhece muito Santana, e diz que ele deixou que Rachel ficasse lá porque ele precisava do dinheiro. Santana, então, diz a ele que ela poderia saber uma maneira para ele conseguir dinheiro.

No restaurante Spotlight Diner, Elliott fica preso no meio da rixa de Rachel e Santana. Os três acabam por performar “Gloria” juntos, tendo a apresentação marcada pela hostilidade entre Santana e Rachel, que disputam a atenção de Elliott. Após a performance, as garotas exigem que ele escolha do lado de quem ele vai ficar. Em resposta, Eliott mostra-se irritado com o drama e diz para as garotas trabalharem com o seu material. Elliott mostra-se tão irritado que diz a Kurt que vai encerrar as suas atividades com a banda Pamela Lansbury até que Rachel e Santana resolvam os seus problemas. Kurt então começa as suas tentativas para mediar a situação entre as duas, mas nenhuma delas quer dar o braço a torcer.

Como resultado, Elliott, Kurt e Dani concordam em tirá-las da banda e começam uma nova banda chamada “One Three Hill”. Elliott performa  “The Happening” com Dani e Kurt, como seu primeiro show com o trio. De volta ao sótão, eles descobrem que Rachel e Santana estão conversando amigavelmente sobre Dani. Elliott diz a elas que acha ambas incríveis e, portanto, elas deveriam parar de brigar. Rachel diz que isso não é provável. Mais tarde, Kurt, Dani e Elliott cantam a música “Hold On”.

 

Obs: Dani é uma personagem interpretada pela cantora Demi Lovato.

 

Episódio 14: New New York.

Neste episódio, Elliott está com Kurt na loja de música, quando Kurt começa a falar sobre os recentes problemas no seu relacionamento com Blaine. Primeiro, Elliott afirma que no início sentiu que o noivado foi um equívoco, mas que após ver Kurt e Blaine juntos, ele percebeu que eles têm algo especial. Elliott diz a Kurt que ele deveria estabelecer limites entre ele e Blaine, pois pensa que tudo que eles precisam é um pouco de espaço. Em seguida, ele muda de assunto, dizendo que ele encontrou uma canção a sua banda poderia realizar. Ambos começam a cantar “Rockstar”.

Elliott aparece novamente quando Blaine vai em seu apartamento depois de ter uma briga com Kurt. Blaine confronta Elliott devido ao seu ciúme, dizendo a Elliott que Kurt é seu noivo. Blaine também insulta Elliott, mas ele, no entanto, permanece calmo durante todo o confronto, e garante que ele é apenas amigo de Kurt e não o vê como mais do que isso. Elliott também dá a ele conselhos sobre relacionamentos, afirmando a Blaine que Kurt o ama muito, e que não para de falar sobre ele. Para acabar a tensão entre eles, Elliott entrega a guitarra a Blaine e eles cantam juntos sobre “glitter rock vampires”, marcando o início de sua amizade. Esta é a última aparição de Elliott na série.

 

Performances:

Solo:

“Marry The Night” de “Lady Gaga” no episódio 4: A Katy Or A Gaga.

 

Dueto:

“I Believe in a Thing Called Love” de “The Darkness” (com Kurt) no episódio 9: Frenemies.

“Barracuda” de “Heart” (com Rachel) no episódio: 10: Trio.

“Rockstar” de “A Great Big World” (com Kurt) no episódio: 14: New New York:

 

Em grupo:

“Into the Groove” de “Madonna” no episódio 7: Puppet Master.

“The Fox” de “Ylvis” no episódio 7: Puppet Master.

“Gloria” de “Laura Branigan” no episódio 10: Trio.

“The Happening” de “Diana Ross” no episódio 10: Trio.

“Hold On” de “Wilson Phillips” episódio 10: Trio.

 

VH1 Divas

 

O “VH1 Divas” foi um show criado pelo canal VH1 com o objetivo de arrecadar fundos para o projeto “Save The Music Foundation”, uma iniciativa sem fins lucrativos que consiste na reestruturação da educação musical nas escolas públicas americanas, provendo materiais para os alunos e conscientizando a população da importância da música na educação das crianças.

Adam Lambert foi o apresentador da edição de 2012, que aconteceu no dia 16 de dezembro deste mesmo ano, em Los Angeles. O show celebrava os artistas de dance music, e também fez um tributo à alguns artistas que faleceram naquele ano, como Whitney Houston e Donna Summer. A apresentação contou com shows de artistas pop como Demi Lovato, Miley Cyrus, Kelly Clarkson, Natasha Bedingfield e muitos outros.

O começo da apresentação foi marcado por um curto vídeo onde Adam é treinado por Nene Leakes para se transformar em uma diva. Após passar por uma série de processos para transformá-lo em uma diva que levou-o às lágrimas, Adam finalmente alcança o seu objetivo ao se irritar com Paula Abdul, jurada da temporada do American Idol que o cantor participou, por ela roubar o seu camarim.  

Após o vídeo de abertura, Adam deu início ao show cantando “Let’s Dance”, do David Bowie. A segunda música cantada por Adam no show foi em tributo a cantora Donna Summer, que faleceu naquele ano, sendo uma medley de “Love to Love You Baby” e “Hot Stuff”. Por fim, a última música apresentada por Adam foi “Ray Of Light”, da Madonna.

Além de apresentações muito bem planejadas com dançarinos, Adam trocou de roupa 8 vezes.

 

Rocky Horror Picture Show

 

Adam estrelará o remake da Fox do musical “Rocky Horror Picture Show”, no papel de Eddie. O filme foi originalmente lançado em agosto de 1975, baseado na peça de mesmo nome escrita três anos antes. Trata-se de uma comédia musical em que as personagens principais, Brad Majors e Janet Weiss, acabam adentrando em um castelo após terem problemas com seu carro na estrada em busca de ajuda. Lá, eles encontram seres com estranhos hábitos.

Eddie, personagem interpretada por Adam, é um entregador que entrou no castelo em circunstâncias parecidas com a do casal, mas acabou sendo seduzido por uma das moradoras do castelo, Colúmbia, assistente do dono do castelo e cientista louco, Dr. Frank-N-Furter, despertando ciúmes em seu patrão. O entregador canta o solo “Hot Patootie – Bless My Soul” (“Linda Garota – Abençoe minha alma”). Eddie foi originalmente interpretado pelo ator Meat Loaf.

Apesar da longa-metragem original não ter sido muito bem aceita no Brasil, o filme bateu recorde de permanência em uma sala de cinema de Munique, estando em cartaz desde seu lançamento em 1975 na sessão da meia-noite.

O lançamento do remake está previsto para estrear no outono dos Estados Unidos (primavera brasileira).